quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Obra: Lençóis para Vossa Majestade - Técnica: Mista sobre compensado e eucatex - Dimensões: Variadas - Ano: 2012

Em "Lençóis para Vossa Majestade" apliquei as tintas de maneira gestual e modulada, depois recortei as telas pintadas e colando estrategicamente sobre a superfície devidamente estirada com os mesmos tons quentes, frios e neutros. Nesta minha proposta de abstração as cores quentes dominam grande porcentagem em todas as séries. Queria representar lençóis de retalhos com motivos que pudessem remeter à camuflagem, mas o resultado foi o antônimo. Os respingos das tintas tratados com linhas de contorno, palavras soltas e letras ocupam toda a tela, como se uma outra tela fosse uma peça de um quebra-cabeças, mantendo a unidade entre as mesmas. "Lençóis para Vossa Majestade" é a tradução da humildade, como se fosse algo o que o pobre tem de mais belo e melhor em forma de presente. "Onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração". Mateus 6:21










































segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Obra: 16 mangas maduras - Técnica: Acrílica s/tela - Dimensões: 50 x 70 - Ano: 2017 - Sabará, MG.

16 MANGAS MADURAS é mais uma pintura de gênero comumente conhecida como natureza-morta. Particularmente, eu não concordo com esse termo "natureza-morta", mas, há séculos  o reproduzimos esquecendo que muitos conceitos vêm sendo reciclados ou formatados, pois, neste universo conectado não há mais espaço para o obsoleto. Devemos repensar para readaptar critérios que até então banalizados. Insisto em dizer que "natureza-morta"caiu por terra desde 1869 com a descoberta do DNA. Portanto, ignoro aceitar que estas mangas pintadas por mim sejam "natureza-morta", então, porque não "in natura", acho que seria mais lógico, inteligível e moderno.
Quantos ao meu processo de feitura presente nessa obra, consegui pintar essas frutas reproduzindo apenas uma manga Tommy como modelo. Onde procurei ambientá-las e organizá-las sobre uma superfície de cor terrosa com um fundo cinza azulado, que puderam valorizar as cores quentes das frutas. A luz tem uma conotação barroca que incide sobre os frutos evidenciando o tempo o seu estado de maturação.
O que me inspirou a pintar as 16 MANGAS MADURAS foram as infinidades de tons vermelhos, amarelos e verdes que compunham harmoniosamente a pele desses frutos. Nesta obra fiz o uso da tinta acrílica, e posteriormente a envernizei.